(Português do Brasil) Resultado da Homologação das Inscrições – Mestrado 2024

02/02/2024 11:18

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O Programa de Pós-Graduação em Oceanografia (PPGOceano) torna pública a homologação das inscrições para o processo seletivo de mestrado para o primeiro semestre letivo de 2024.

Resultado da Homologação das Inscrições

(Português do Brasil) Estudo sobre clima na Amazônia com participação da UFSC repercute internacionalmente

29/01/2024 09:06

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Regina Rodrigues, professora de Oceanografia Física e Clima, falou sobre o estudo a veículos de comunicação do Brasil e de outros países

Um estudo com participação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sobre a mudança climática causada pelo ser humano e a seca histórica que atingiu a região amazônica em 2023 repercutiu na mídia nacional e internacional. A investigação, conduzida por um grupo internacional do qual faz parte Regina Rodrigues, professora de Oceanografia Física e Clima, também pontuou que o El Niño – fenômeno climático natural que geralmente traz condições secas para a região – teve uma influência muito menor.

A análise foi realizada pelo World Weather Attribution (WWA), grupo internacional de cientistas especializados em pesquisas sobre o clima, e está disponível aqui. A repercussão dos dados foi internacional. A BBC, empresa de comunicação pública britânica, destacou que a seca recorde na Amazônia foi impulsionada pelas mudanças climáticas. Ao site e à televisão, Regina disse que a Amazônia tem papel central frente às discussões sobre mudanças climáticas. Isso porque, quando saudável, ela absorve o dióxido de carbono, mas com o desmatamento desenfreado é possível que chegue a um ponto de não retorno.

A professora também falou sobre o estudo ao The Guardian, que destacou que a seca devastadora na Amazônia é resultado da crise climática. A professora lembrou, na entrevista, que se protegermos a floresta, ela continuará a funcionar como o maior sumidouro de carbono terrestre do mundo. “Mas se permitirmos que as emissões induzidas pelo homem e o desmatamento a empurrem para o ponto de não retorno, serão libertadas grandes quantidades de CO2. Precisamos proteger a floresta tropical e abandonar os combustíveis fósseis o mais rápido possível”, argumentou. A professora também repercutiu o assunto ao Financial Times e ao The Washignton Post.

No Brasil, o Jornal Nacional, da TV Globo, também deu destaque às constatações dos cientistas. “Temos que fazer uma transição para energias limpas, renováveis e também reduzir o desmatamento, que gera muito CO2. O Brasil, se reduzir o desmatamento, já reduz 40% dessas emissões”, disse à emissora brasileira.

Segundo o estudo, desde meados de 2023, a Bacia Amazônica tem enfrentado uma intensa seca, impulsionada pela baixa precipitação e pelo calor persistente. Rios em algumas regiões atingiram seus níveis mais baixos em mais de 120 anos, impactando milhões de pessoas. Comunidades ribeirinhas foram as mais afetadas, com a seca resultando em problemas de saúde, perda de renda, escassez de alimentos e água potável e falhas nas colheitas.

Os cientistas do WWA constataram que a mudança climática está reduzindo a precipitação e aumentando o calor na Amazônia, o que foi responsável por tornar a estiagem sem precedentes de 2023 cerca de 30 vezes mais provável do que ocorreria apenas pela ação do El Niño. “À medida que o clima se aquece, uma potente combinação de diminuição da precipitação e aumento do calor está impulsionando a seca na Amazônia”, explica Regina.

Fonte:  https://www.apufsc.org.br/2024/01/25/estudo-sobre-clima-na-amazonia-com-participacao-da-ufsc-repercute-internacionalmente/

(Português do Brasil) Bolsa de Projeto para Mestrado

17/01/2024 10:36

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A secretaria do curso de pós-graduação em Oceanografia torna público as oportunidades de bolsa de mestrado para os ingressantes no Processo Seletivo 2024-1.

Bolsa 1 – Projeto Sarc – Prof. Dr. Antonio Fernando Härter Fetter Filho:

Bolsa 2 – Projeto Sarc – Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein
 Bolsa 3 – Projeto CASSIE-CORE – Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein

(Português do Brasil) Processo seletivo 2024 – Nível mestrado

04/12/2023 16:45

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

As inscrições serão realizadas no período das 17:00min de 04/12/2023 até 23:59min de 01/02/2024, exclusivamente na plataforma https://capg.sistemas.ufsc.br/inscricao/, onde deverão ser anexados os documentos constantes no item 2.2. do edital.

 

Resultado Final

Resultado Geral

Resultado do Recurso Etapa Resultado Geral

Resultado da Arguição

Divulgação dos horários para Arguição

Resultado Análise Curricular

Resultado da recomendação do pré-projeto de pesquisa

Resultado da Homologação das Inscrições

Link para o edital: EditalSelecao2024_assinado