Qualificação

2017

Segunda  Terça Quarta Quinta Sexta
08:00-10:00 1.Maria Paula Lebrão Gracioto

Sala 002 – CFM

5.Yasmim Garcia da Silveira

(início: 8:30)

Mini auditório CFH

6. Danae Coopono Erdosi Marques Teixeira

(início: 08 30)

Auditório PPGECT

9.Alexandre Vanderli Berri

Auditório PPGECT

10:15-12:15 2. Patricia Schmitt

Sala 002 – CFM

4.Jessica Finco

Auditório Dep. Química

7.Ana Garcia Correa

(início: 10 45)

Auditório PPGECT

13:30-15:30 8. Ana Sofia Belloli Cardoso

(início: 14:00)

Sala CCB517

11.Ricardo Cechet

Auditório PPGECT

15:45-17:45 3. Luis Henrique Bordin

(início: 16:00)

Auditório PPGECT

12. Francisco Palma Travassos Neto

Auditório PPGECT

Aluno: Francisco Palma Travassos Neto
Data: 28/04/2017 – 15:45 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Variabilidade em escala intra-anual de variáveis ambientais na estação SiMCosta- SC
Orientador: Prof. Dr. Carlos Alberto Eiras Garcia
Banca: Prof. Dr. Antônio Fernando Härter Fetter Filho, Prof. Felipe Mendonça Pimenta

Aluno: Ricardo Cechet
Data: 28/04/2017 – 13:30 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Validação da altura significativa de ondas e de correntes superficiais derivadas por sensoriamento remoto na plataforma continental sul-sudeste brasileira e oceano adjacente
Orientador: Prof. Dr. Carlos Alberto Eiras Garcia
Banca: Prof.ª. Dr.ª. Regina Rodrigues Rodrigues e Prof. Dr. Felipe Mendonça Pimenta

Aluno: Alexandre Vanderli Berri
Data: 28/04/2017 – 08:00 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Fatores Controladores da Distribuição Picoplanctônica autotrófica na plataforma sul/sudeste do Brasil
Orientadora: Prof.ª. Dr.ª. Maria Luiza Schmitz Fontes
Banca: Prof.ª. Dr.ª. Alessandra Larissa D’ Oliveira Fonseca e Prof. Dr. Leonardo Rubi Rorig

Aluna: Ana Sofia Belloli Cardoso
Data: 27/04/2017 – 14:00 horas
Local: Sala CCB517
Título: Revisão da distribuição de elementos traço nos sedimentos estuarinos do Brasil
Orientadora: Prof.ª. Dr.ª. Alessandra Larissa D’ Oliveira Fonseca
Banca: Prof.ª. Dr.ª. Elba Calesso Teixeira e Prof.ª. Dr.ª. Eunice da Costa Machado

Aluna: Ana Garcia Correa
Data: 27/04/2017 – 10:45 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Climatologia dos ventos offshore e potencial eólico de Santa Catarina
Orientador: Prof. Dr. Felipe Mendonça Pimenta
Banca: Prof. Dr. Renato Ramos da Silva e Prof.ª. Dr.ª.  Carla de Abreu D’Aquino

Aluna: Danae Coopono Erdosi Marques Teixeira
Data: 27/04/2017 – 08:30 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Ilhas-barreira em sistemas abrigados: estudo da evolução da margem nordeste da Lagoa da Conceição utilizando técnicas de análise espacial
Orientador: Prof. Dr. Jarbas Bonetti Filho
Banca: Prof.ª. Dr.ª. Carla Van Der Haagen Custódio Bonetti e Prof. Dr. Norberto Olmiro Horn Filho

Aluna: Yasmim Garcia da Silveira
Data: 26/04/2017 – 08:30 horas
Local: Mini auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas
Título: Avaliação da vulnerabilidade física de setores costeiros semi-abrigados em Santa Catarina pela metodologia Smartline. Estudo de caso: Baía de Florianópolis
Orientador: Prof. Dr. Jarbas Bonetti Filho
Banca: Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein e Prof. Dr. Elirio Ernestino Toldo Junior

Aluna: Jessica Finco
Data: 25/04/2017 – 10:15 horas
Local: Auditório do Departamento de Química
Título: Geodiversidade da plataforma continental interna a noroeste da Ilha do Arvoredo – SC através de dados sonográficos e batimétricos
Orientador: Prof. Dr. Jarbas Bonetti Filho
Banca: Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein e Dr. Jorge Antônio Guimarães de Souza

Aluno: Luis Henrique Bordin
Data: 24/04/2017 – 16:00 horas
Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica
Título: Variação espaço-temporal das concentrações de clorofila-a, nutrientes e do material orgânico particulado na plataforma interna central de Santa Catarina (SC)
Orientadora: Prof.ª. Dr.ª. Alessandra Larissa D’ Oliveira Fonseca
Banca: Prof.ª. Dr.ª. Andrea Santarosa Freire, Prof. Leonardo Rubi Rorig e Prof.ª. Dr.ª. Juliana Leonel (suplente)

Aluna: Patricia Schmitt
Data: 24/04/2017 – 10:10 horas
Local: Sala 002 do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas
Título: Paleoprodutividade do talude continental da Bacia de Pelotas ao longo do Quaternário tardio estimada através da análise de foraminíferos bentônicos
Orientadora: Prof.ª. Dr.ª. Carla Van der Haagen Custodio Bonetti
Banca: Prof.ª. Dr.ª. María Alejandra Gómez Pivel, Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein e Prof.ª. Dr.ª. Patrícia Pinheiro Beck Eichler (suplente)

Aluna: Maria Paula Lebrão Gracioto
Data: 24/04/2017 – 08 horas
Local: Sala 002 do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas
Título: Aplicação da modelagem numérica para determinação da produção de CO² na biodegradação de óleo disperso em ambientes marinhos
Orientador: Prof. Dr. Sandro José Froehner
Banca: Dr. Eduardo Ayres Yassuda, Prof. Dr. Leonardo Rubi Rorig e Prof. Dr. Renato Ramos da Silva (suplente)

2016

Qualificação:

Aluno: Fernando Ribeiro
Data: 28/04/2016 – 10:30 horas
Local: Mini-auditório do CFH
Título: Dispersão e Dinâmica de plumas no Atlântico Tropical
Orientador: Prof. Dr. Felipe Mendonça Pimenta
Banca: Prof. Dr. Carlos Alberto Eiras Garcia (UFSC) e Prof. Dr. Renato Ramos da Silva (UFSC)

Qualificação:

Aluna: Bruna Alves de Oliveira
Data: 28/04/2016 – 09 horas
Local: Mini-auditório do CFH
Título: Variabilidade decadal do clima de ondas do litoral de Santa Catarina através do modelo Wavewatch III
Orientador: Prof. Dr. Antônio Fernando Harter Fetter Filho
Banca: Prof. Dr. Felipe Mendonça Pimenta (UFSC), Prof. Dr. Carlos Alberto Eiras Garcia (UFSC) e Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein – suplente (UFSC)
Resumo: Nas últimas décadas, vem ocorrendo um aquecimento dos oceanos nas latitudes médias do hemisfério sul, causando a migração dos ventos de oeste em direção aos polos. Em particular, no Oceano Atlântico Sul e o Oceano Índico Sul, devido a essa migração dos ventos, ocorre o aumento da entrada de águas quentes e salinas no Oceano Atlântico pelo sistema da Corrente das Agulhas, gerando alterações na tensão do vento superficial do oceano ocasionando também mudanças no clima de ondas nos oceanos Atlântico Sul e Austral. Portanto, o objetivo deste trabalho é realizar a climatologia de ondas de 1979 até 2010 da região do litoral de Santa Catarina, através da utilização do modelo de ondas Wavewatch III.

Bruna1Bruna2

Qualificação:

Aluna: Letícia Vasques dos Reis Portella
Data: 27/04/2016 – 17 horas
Local: Mini-auditório do CFH
Título: Hidrodinâmica residual de uma praia de enseada subtropical
Orientador: Prof. Dr. Antônio Fernando Harter Fetter Filho
Banca: Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein (UFSC), Prof. Dr. Rodrigo do Carmo Barletta (CB&I)
Resumo: O presente estudo pretende avaliar a hidrodinâmica da Enseada do Itapocorói com foco na circulação residual e de longo-perı́odo buscando compreender quais forçantes ambientais são mais relevantes na geração dessas correntes. Para alcançar este objetivo, será utilizado o modelo hidrodinâmico, Regional Ocean Modelling System (ROMS). O modelo será desenvolvido em escala regional e local e calibrado com dados provenientes de três ADCPs. Ao final do estudo, almeja-se compreender o padrão tı́pico da circulação residual na Enseada bem e sua variação de acordo com os parâmetros ambientais avaliados.

Batimetria_GrdRegionalCorrente_Residual_Medida_50h

Qualificação:

Aluna: Maíra Algarve Assunção
Data: 26/04/2016 – 14 horas
Novo Local: Laboratório 2 do LED/UFSC
Título: Distribuição do teor de carbono orgânico em solos de sistemas deposicionais vegetados em mesolitoral ao longo da costa brasileira, relação com a variação latitudinal e sítios geomorfológicos
Orientadora: Prof. Dra. Alessandra Larissa Fonseca D’Oliveira
Banca: Prof. Dr. Nei Kavaguichi Leite (UFSC), Prof. Dra. Margareth da Silva Copertino (FURG) e Prof. Dra. Carla Van Der Haagen Custodio Bonetti (UFSC)
Resumo: Estudos e predições quanto aos impactos das mudanças climáticas nos ecossistemas costeiros e marinhos são limitados pela falta de dados a longo prazo, baixa capacidade de observação, além da falta de abordagens integradas que juntam os diversos aspectos da ciência e sociedade. Com isso, este trabalho objetiva realizar uma revisão e compilação dos dados do teor de carbono orgânico nos sedimentos do mesolitoral de manguezais, marismas e pradarias marinhas ao longo da costa brasileira, afim de observar a relação existente entre a quantidade de matéria orgânica depositada no sedimento destes ambientes com a variação latitudinal da zona costeira e a variação encontrada nos diferentes sítios geomorfológicos, visando organizar importantes informações para futuras pesquisas que podem direcionar seu foco às emissões de gases do efeito estufa e mudanças climáticas.

Maíra

Qualificação:

Aluna: Faynna Arendartchuk
Data: 25/04/2016 – 14 horas
Local: Auditório do Laboratório de Oceanografia Costeira
Título: Caracterização Morfosedimentar da Plataforma Continental Interna ao Sul da Ilha de Santa Catarina – SC
Orientador: Prof. Dr. Jarbas Bonetti Filho
Banca: Prof. Dr. Antonio Henrique da Fontoura Klein (UFSC), Dr. Ricardo Piazza Meireles e Profª. Drª. Carla Van Der Haagen Custodio Bonetti (suplente)
Resumo: No processo de evolução quaternária a zona costeira e plataforma continental adjacente foram setores de intensas modificações temporais e espaciais deixando registros que podem ser identificados nas estruturas e depósitos sedimentares. Os processos atuantes na plataforma continental interna próxima à porção sul da Ilha de Santa Catarina, permitem levantar como hipótese a existência de padrões geomorfológicos complexos que devem refletir na distribuição sedimentar local. O presente estudo tem como objetivo analisar e interpretar as características morfosedimentares de um trecho da Plataforma Continental Interna de Santa Catarina, ao Sul da Ilha de Santa Catarina, através de dados geofísicos e sedimentológicos. Serão aplicadas técnicas de classificação dos tipos de fundo com auxílio de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), visando a identificação de feições geomorfológicas e descontinuidades representativas do processo evolutivo e dinâmica atual.

faynna

Qualificação:

Aluna: Gabrielle Kuklinski
Data: 20/04/2016 – 10 horas
Local: Mini auditório do CFH
Título: Base ecossistêmica para gestão do sistema ambiental da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo e Entorno Imediato
Orientadora: Profª. Drª. Marinez Eymael Garcia Scherer
Banca: Prof. Dr. Dr. Milton Lafourcade Asmus (UFSC), Profª. Drª. Bárbara Segal Ramos (UFSC), Profª. Drª. Alessandra Larissa D’ Oliveira Fonseca (suplente)
Resumo: Atualmente, há uma crescente preocupação com a integridade das regiões costeiras, extremamente ameaçadas. Frente a isso, unidades de conservação, como a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, são importantes para a preservação dos recursos naturais. Porém, esta unidade enfrenta problemas na efetivação de seus objetivos, pois além de limitações no órgão gestor, há a ausência de visão sistêmica na gestão. A Gestão com Base Ecossistêmica (GBE) em ambientes marinho-costeiros vem se tornando internacionalmente aceita, trazendo políticas baseadas na compreensão integrada dos processos ecossistêmicos e seus serviços. Para implementação da GBE, é necessário conhecer os ecossistemas, serviços, usos/benefícios, atores envolvidos e vetores de pressão, sendo estes os alvos deste estudo. Essas informações, quando sistematizadas e organizadas, são bastante importantes, pois se pode, de maneira rápida e direta, identificar o ambiente afetado, os serviços impactados, qual a atividade impactante e quais os atores afetados, facilitando a visualização do estado ambiental por parte dos gestores e, consequentemente, a tomada de decisão.

gabrielle

Qualificação:

Aluno: Homero Luiz Destéfani
Data: 19/04/2016 – 10 horas
Local: Sala de Usos Múltiplos da Geociências
Título: A influência da governança nos modos de vida de pescadores artesanais e maricultores do município de Florianópolis, Santa Catarina
Orientadora: Marinez E. G. Scherer
Banca: Prof. Dr. Rodrigo Pereira Medeiros (UFPR), Dr. Washington L. S. Ferreira (FURG), Prof. Dr. Milton L. Asmus (UFSC)
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo identificar fatores determinantes para a alteração dos modos de vida de duas comunidades associadas à pesca e maricultura no município de Florianópolis e avaliar a percepção dos usuários sobre essa alteração. A metodologia consiste em duas partes: análise documental e entrevistas estruturadas e semi-estruturadas. A intenção é compreender como ocorreu a variação da produção pesqueira em Santa Catarina e a relação disso com os marcos legais de ordenamento pesqueiro e aquícola. Além disso, busca-se identificar marcos sociais e culturais para relacioná-los com os marcos legais. Por fim, identificar questões ligadas ao capital social, natural, físico, financeiro e humano; ao acesso dos usuários aos recursos pesqueiros; ao contexto político-social; e às estratégias adaptativas utilizadas pelas comunidades para melhorar seus modos de vida ao longo do tempo.

homero

Qualificação:

Aluno: Marcus Vinicius Carpes Barão
Data: 29/03/2016 – 16 horas
Local: Sala de Usos Múltiplos do Departamento de Geociências (transferido para o Auditório do CFH)
Título: Desenvolvimento do procedimento metodológico da oceanografia sísmica em dados do acervo da indústria do petróleo.
Orientador: Prof. Dr. Guillaume François Gilbert Barrault
Banca: Prof. Dr. Carlos Alberto Eiras Garcia (UFSC), Prof. Dr. Júlio Apolinário Cordioli (UFSC) e Prof. Dr. Mario Manoel Rollo Junior (UNESP)
Resumo: O levantamento sísmico é um método de exploração e imageamento acústico detalhado das estruturas geológicas. Contudo, recentes estudos vem utilizando a mesma configuração desse levantamento sísmico aplicado à oceanografia para a visualização de estruturas na coluna d’água. Denominada de oceanografia sísmica, vem tornando-se uma ferramenta auxiliar na oceanografia convencional para identificar e monitorar as feições oceanográficas, como por exemplo, as massas de água e frentes oceanográficas. Os dados que compõe o acervo dos levantamentos realizados pela indústria do petróleo apresentam um grande potencial de aplicação, visto que possuem características semelhantes aos executados nos levantamentos específicos para o teste do método. O presente estágio de desenvolvimento do projeto explora o processamento dos dados aplicados para a camada d’água. Resultados parciais indicam a limitação do método de acordo com a configuração dos equipamentos empregados e também com a espessura da coluna d’água.

id_massasDagua

Qualificação:

Aluna: Laís Gonçalves Fernandes
Data: 10/08/2015 – 10 horas
Local: Mini-auditório do CFH
Título: O Fenômeno El Niño Oscilação Sul e os eventos extremos de precipitação em Santa Catarina
Orientadora: Profa. Dra. Regina Rodrigues Rodrigues
Banca: Prof. Dr. Felipe Mendonça Pimenta e Profa. Dra. Marina Hirota Magalhães
Resumo: Este trabalho analisa a ocorrência de eventos extremos de chuva em Santa Catarina (SC) e a sua relação com o fenômeno El Niño Oscilação Sul (ENOS), através da investigação dos padrões oceânicos e atmosféricos que desencadeiam as chuvas intensas em SC.

enso            enchentes